Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

1

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 66 Número 5




Voltar ao sumário

 

Farmacologia clínica

Tratamento do herpes zoster com aciclovir

Treatment of herpes zoster with acyclovir


LILIAN CRISTINA S. J. SALOMÃO1, DENISE PRIOR TRAVESSA SIERVO1, SEBASTIÃO A. PRADO SAMPAIO2

1Médica-Residente do Departamento de Dermatologia do Hospital das Clínicas da USP
2Professor Emérito - Faculdade de Medicina - Universidade de São Paulo

Aciclovir (Zovirax) foi fornecido pelo Laboratórios Wellcome-ICI - Caixa Postal 510 - Cotia - SP.

Correspondência:
Rua Pará, 65 - 5º andar 01243 - São Paulo - SP

 

Resumo

Foi realizado um estudo aberto, não comparativo em 30 doentes de idade entre 15 e 77 anos, com idade média de 44 anos, apresentando herpes zoster, com aciclovir na dosagem de 3.0 a 4.0g por dia dividida em cinco doses diárias, por sete dias. Observou-se em relação às lesões eritêmato-vesiculosas a evolução para lesões crostosas em 15 doentes em três dias e em 13 doentes em sete dias. Em dois doentes observou-se ainda vesículas até nove dias. Em relação à dor houve desaparecimento em seis pacientes até três dias, em sete doentes até sete dias, em 11 doentes até 20 dias e, em cinco doentes até 28 dias. Em apenas um doente do sexo feminino, com 60 anos de idade, houve persistência da dor que diminuiu progressivamente e cessou após dois meses. Verificou-se diminuição significante da dor quando o tratamento foi iniciado até 48 horas após o aparecimento da erupção cutânea em comparação ao início após 48 horas. Concluiu-se que neste grupo de doentes o aciclovir na dosagem utilizada foi medicação efetiva na evolução do quadro e prevenção da neuralgia pós-herpética. Não ocorreram reações adversas.

Palavras-chave: ACICLOVIR, HERPES ZOSTER, NEURALGIA PÓS-HERPÉTICA

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações