Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 72 Número 6




Voltar ao sumário

 

Caso Clínico

Azatioprina e psoríase


MARIA AMÁLIA SALEK DE DAVID CARVÃO1, FABIENNE ASSUMPÇÃO DE FARIA2, LUNA AZULAY ABULAFIA3, ALEXANDRE CARLOS GRIPP3

1Dermatologista
2Médica
3Professor Assistente

Recebido em 09.12.96. Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 11.9.97. * Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia e Sifiligrafia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Correspondência:
Luna Azulay Abulafia Av. Epitáfio Pessoa, 2664/902 Bloco 2 Rio de Janeiro RJ 22471-000

 

Resumo

Os autores relatam quatro casos graves de psoríase resistentes às terapias convencionais que apresentaram boa resposta ao tratamento com azatioprina. Esclarecem ainda os aspectos farmacológicos, bem como os efeitos colaterais e uso terapêutico da droga, e destacam a azatioprina como alternativa terapêutica nos casos mais graves e resistentes de psoríase em um país como o Brasil, onde fatores como alcoolismo e hepatite lemitam o uso do metotrexate e da ciclosporina.

Palavras-chave: TERAPIA, AZATIOPRINA, IMUNOSSUPRESSORES, PSORÍASE

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações