Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

6

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 66 Número 6




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Controle do angioedema hereditário com o estanazol

Control of hereditary angioedema with stanazol


MÁRIO GELLER1

1Diplomado pelo American Board of Allergy and Immunology. Fellow da American Academy of Allergy and Immunology, do American College of Allergy, e do American College of Physicians. Diplomado pelo American Board of Internal Medicine. Trainee na Universidade de Wisconsin e Scholar na Universidade Northwestern (Madison-WI e Chicago - IL,USA).

 

Resumo

O angioedema hereditário, forma congênita, é uma doença rara autossômica dominante, caracterizada por apresentar episódios de angioedema, localizados ou generalizados, potencialmente fatais, decorrentes da deficiência quantitativa e/ou qualitativa do inibidor de C, esterase, induzindo a redução ou ausência das frações do complemento sérico C2, C4, e CH50. Apresentamos e discutimos os casos de dois irmãos portadores desta afecção, controlados adequadamente (quadros clínico e imunoquímico) com o androgênio estanazol.

Palavras-chave: ESTANAZOL., ANGIOEDEMA HEREDITÁRIO

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações