Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 71 Número 1




Voltar ao sumário

 

Comunicação

Dermatoscopia das lesões melanocíticas

Dermatoscopy in melanocytic lesions


LUIS FERNANDO FIGUEIREDO KOPKE1

1Mestre em Dermatologia, Faculdade de Medicina - UFMG. Preceptor de cirurgia dermatológica, Santa Casa de Belo Horizonte e do Hospital das Clínicas - UFMG.

_Aprovado pelo Conselho Consultivo e aceito para publicação em 15.9.95._ *Trabalho realizado após a reunião de consenso sobre Drmatoscopia ocorrida durante o II Curso Nacional de Dermatoscopia, de 24 a 26 de novembro de 1994, Goiânia - GO.

Correspondência:
Luis Fernando Figueiredo Kopke Rua Rio Grande do Norte, 1560/702 Belo Horizonte MG 30130-131

 

Resumo

A dermatoscopia é um método auxiliar no diagnóstico das lesões pigmentadas da pele, que se tem mostrado muito útil para sua melhor avaliação pré-operatória. Ela aumenta substancialmente a acurácia diagnóstica se comparada com o exame habitual sem auxílio de instrumentos dessas lesões. Utiliza-se um pequeno instrumento portátil (dermtoscópico), que fornece imagens da epiluminação epidérmica, sendo o resultado interpretado de acordo com os critérios e sinais dermatoscópicos, os quais necessitam ser reconhecidos e entendidos pelo examinador. Este artigo tenta resumir os passos para a interpretação do quadro dermatoscópico, com relação às lesões pigmentadas da pele.

Palavras-chave: LUMINESCÊNCIA, LUZ, MICROSCOPIA, NEVO

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações