Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso tenha esquecido sua senha, solicite-nos.

Login como assinante

7

dias para responder ao Questionário Online

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Normas da Revista

_______________________________________________________________________

DESCRIÇÃO

Anais Brasileiros de Dermatologia é a publicação científica oficial da Sociedade Brasileira de Dermatologia com veiculação ininterrupta desde 1925.

É publicação bimestral, revisada por pares, de acesso aberto, impressa na língua portuguesa e on-line na língua inglesa, dedicada a divulgar estudos, evidências e relatos técnico-científicos originais e inéditos, resultantes de pesquisas, revisões e comunicações na área da dermatologia e especialidades afins. Apresenta como característica principal a ênfase em dermatologia tropical, dermatologia infecciosa e parasitária, DST/AIDS e dermatopatologia.

As opiniões e afirmações contidas na revista são de responsabilidade exclusiva dos autores e não necessariamente refletem a posição do Comitê Editorial nem da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

FATOR DE IMPACTO

2019: 1.121 © Clarivate Analytics Journal Citation Reports 2020

RESUMO E INDEXAÇÃO

Directory of Open Access Journals (DOAJ)
Literatura Latinoamericana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs) PubMed/Medline
PubMed Central (PMC)
Science Citation Index Expanded (SCIE, Web of Science) Scientific Electronic Library Online (SciELO)
Scopus

CONSELHO EDITORIAL

Editor-chefe
Sinésio Talhari, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, AM, Brasil

Editores Associados
Bernardo Gontijo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil
Everton Carlos Siviero Do Vale, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil
Silvio Alencar Marques, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil

Conselho Editorial Nacional
Ana Maria F. Roselino, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Arival Cardoso de Brito, Universidade Federal do Pará, Belém, PA, Brasil
Bogdana Victória Kadunc, Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Evandro A. Rivitti, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Gerson Oliveira Penna, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
Heitor De Sá Gonçalves, Centro de Dermatologia Dona Libania da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil
Hélio Miot, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil
Hiram Larangeira de Almeida Jr, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS, Brasil
Ida Duarte, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Ival Peres Rosa, Universidade Federal de Sao Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Ivonise Follador, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil
Jesus Rodriguez Santamaria, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil
José Antônio Sanches Junior, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Josemir Belo Dos Santos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil
Lauro Lourival Lopes Filho, Universidade Federal do Piauí, Teresina, PI, Brasil
Luis Fernando F. Kopke, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil
Marcelo Grossi Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil
Marcus A. Maia De Olivas Ferreira, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Nilton Di Chiacchio, Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Paulo Roberto Lima Machado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil
Paulo Ricardo Criado, Faculdade de Medicina do ABC, São Paulo, SP, Brasil
Pedro Bezerra da Trindade Neto, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, NR, Brasil
Renan Rangel Bonamigo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil
Tania Cestari, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil
Vidal Haddad Junior, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil
Walter Belda Jr, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

Conselho Editorial Internacional
Adilson Costa, Emory University School of Medicine, Atlanta, GA, Estados Unidos
Américo Figueiredo, Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal
Antonio Torrelo, Hospital Infantil Universitario Niño Jesús, Madri, Espanha
Bernard Naafs, Universiteit Leiden, Leiden, Países Baixos
Bruce Thiers, University of South Carolina, Columbia, SC, Estados Unidos
Clarisse Rebelo, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal
David Cohen, New York University School of Medicine, Nova Iorque, NY, Estados Unidos
Diane Baker, University of Oregon Health Center, Eugene, OR, Estados Unidos
Francisco Bravo, Universidad Peruana Cayetano Heredia, Lima, Peru
Guiseppe Argenziano, Universita degli Studi di Napoli Federico II, Nápoles, Itália
Hugo Cabrera, Hospital Nacional Profesor Alejandro Posadas, Buenos Aires, Argentina
Jean-Paul Ortonne, Hopital de l’Archet, Nice,França
John McGrath, King’s College London, Londres, Inglaterra, Reino Unido
Lawrence Schachner, University of Miami, Coral Gables, FL, Estados Unidos
Luis Diaz, North Carolina Agricultural and Technical State University, Chapel Hill, NC, Estados Unidos
Martin C. Mihm Jr., Massachusetts General Hospital, Charlestown, Estados Unidos
Martin Sangueza, Hospital Obrero No 1, La Paz, Bolívia
Nicholas Soter, New York University School of Medicine, Nova Iorque, NY, Estados Unidos
Pascal Joly, Universite de Rouen, Mont-Saint-Aignan, França
Ricardo Galimberti, Hospital Italiano de Buenos Aires, Buenos Aires, Argentina
Roberto Arenas, Hospital General Dr Manuel Gea Gonzales, Cidade do México, México
Roderick J. Hay, International Foundation for Dermatology, Londres, Inglaterra, Reino Unido
Ronald Brancaccio, New York University School of Medicine, Nova Iorque, NY, Estados Unidos
Rudolph Happle, Philipps-Universitat Marburg, Marburg, Alemanha
Shyam Verma, Nirvan and In Skin Clinics, Vadodara, Índia
Thomas Luger, Westfälische Wilhelms-Universität, Munster, Alemanha
Thomas Ruzicka, Ludwig-Maximilians-Universität Munchen, Munique, Alemanha

GUIA PARA AUTORES.

INTRODUÇÃO

Anais Brasileiros de Dermatologia é a publicação oficial da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). A revista é publicada bimestralmente e tem por objetivo divulgar estudos técnico-científicos originais e inéditos, resultantes de pesquisas ou revisões de tópicos em dermatologia e assuntos relacionados. Intercâmbios com outras publicações podem ser aceitos.
As opiniões e declarações contidas na revista são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam necessariamente as da Equipe Editorial, do Conselho Consultivo ou da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
A Equipe Editorial dos Anais Brasileiros de Dermatologia e a Sociedade Brasileira de Dermatologia não garantem ou endossam os produtos ou serviços anunciados (os anúncios são de responsabilidade exclusiva dos anunciantes), nem as promessas relacionadas ao serviço ou produto anunciado na revista.

Tipos de artigo

Os manuscritos devem ser enviados pelo sistema de submissão on-line, seguindo as instruções descritas neste documento.
A fonte deve ser Times New Roman, tamanho 12.
A revista publica artigos nas seguintes categorias:

Educação Médica Continuada
Os autores são convidados pelos Editores dos Anais Brasileiros de Dermatologia a escrever manuscritos bem fundamentados sobre tópicos de grande interesse científico na área de Dermatologia, com o objetivo de atualizar o conhecimento dos leitores.
Autores não convidados que tenham interesse em colaborar com esta seção devem entrar em contato com a Equipe Editorial antes de enviar seus trabalhos, para receber informações detalhadas sobre este tipo de artigo.
O manuscrito deve ter no máximo 10.000 palavras e 12 ilustrações.
É obrigatório apresentar referências bibliográficas atualizadas, sendo sugerido um máximo de 50 referências.
Sugere-se dividir o manuscrito em seções, por exemplo: Introdução, História; Epidemiologia; Etiopatogenia; Aspectos Clínicos; Classificação; Diagnóstico Clínico, Laboratorial e Diferencial; Evolução; Prognóstico; Tratamento.
O resumo deve ter, no máximo, 250 palavras.

Investigação
Manuscrito original, incluindo estudos observacionais ou de intervenção, caracterizados por ensaios controlados e randomizados; estudos sobre a fisiopatogenia de doenças e/ou associações nosológicas; estudos sobre testes de diagnóstico e prognóstico, bem como pesquisas básicas com animais de laboratório.
O manuscrito deve ter no máximo 6.000 palavras, 40 referências e 10 ilustrações.
O artigo deve ser estruturado nas seguintes seções: Introdução, Métodos, Resultados, Discussão e Conclusão.
O resumo deve ser estruturado nas seguintes seções: Introdução (estado atual do conhecimento); Objetivo; Métodos; Resultados; Limitações do Estudo; e Conclusões (com um nível preciso de significância das estatísticas clínicas, para evitar especulações). O resumo deve ter no máximo 250 palavras.

Relato de Caso
Relato de um ou mais casos com motivo justificado para publicação (raridade, aspectos incomuns, evolução atípica, inovações terapêuticas e diagnósticas ou ainda eventos adversos terapêuticos relevantes ou incomuns).
Durante o processo de envio, os autores deverão responder a duas perguntas importantes: 1. O que já se sabe sobre esse tópico?; 2) Qual a contribuição deste artigo?
O manuscrito deve ter no máximo 1.000 palavras, 10 referências e 6 ilustrações.
O artigo deve ser estruturado nas seguintes seções: Introdução; Relato do caso; Discussão.
O resumo deve ter no máximo 100 palavras.

Dermatopatologia Manuscritos que destacam importantes aspectos dermatopatológicos.
O manuscrito deve ter no máximo 1.000 palavras, 10 referências e 5 ilustrações. Admite texto corrido ou estruturado, de acordo com o formato do trabalho.
O resumo deve ter no máximo 100 palavras.

Revisão
Este artigo geralmente é elaborado, a convite, por profissionais de experiência reconhecida, e tem como objetivo realizar uma análise aprofundada do estado atual do conhecimento sobre tópicos de relevância clínica, com ênfase em aspectos como causa e prevenção de doenças dermatológicas, seu diagnóstico, tratamento e prognóstico. Deve incluir, preferencialmente, análises críticas e sistemáticas da literatura (medicina baseada em evidências), bem como metanálises. Revisões sistemáticas e metanálises podem ser consideradas para publicação, mesmo sem convite. O artigo deve ter no máximo 10.000 palavras e 10 ilustrações. Sugere-se um máximo de 50 referências, que devem ser recentes.
O resumo deve ter no máximo 250 palavras.

Dermatologia Tropical/Infectoparasitária
Manuscritos sobre doenças infecciosas e parasitárias com repercussão cutânea, incluindo hanseníase, leishmaniose tegumentar, doenças sexualmente transmissíveis e AIDS, entre outras. Abrange a documentação, por meio de imagens clínicas, histopatológicas ou outras imagens de exames complementares, de casos clínicos relevantes, além de estudos de investigação nessa área de conhecimento.
O manuscrito deve ter no máximo 500 palavras (quando não divididos em seções) ou 750 palavras (quando dividido em seções e no formato de investigação), 10 referências e 4 ilustrações.
O resumo deve ter no máximo 100 palavras.

Imagens em Dermatologia
Imagens relevantes para o diagnóstico e tratamento de dermatoses, além de descrições de novas tecnologias (Dermatoscopia, Microscopia Confocal a Laser, Imagens Radiológicas, etc.) de interesse do dermatologista.
O manuscrito deve ter no máximo 800 palavras, 10 referências e 5 ilustrações.
O artigo deve ser estruturado nas seguintes seções: Relato de caso; Discussão.
O resumo deve ter no máximo 100 palavras.

Qual o seu diagnóstico?
Relato de um caso único, de interesse inegável, cujo diagnóstico final seja questionado. O relato compreende: Relato do caso; Discussão; e Referências. O título deve ser descritivo, sem informar o diagnóstico.
O manuscrito deve ter no máximo 500 palavras, 10 referências e 4 ilustrações. Devem ser sugeridas 4 hipóteses diagnósticas, sendo uma a verdadeira.
O resumo deve ter no máximo 100 palavras.

Cartas
Esta seção é destinada a uma publicação mais rápida de comunicações breves de estudos mais simples, incluindo:
a) Cartas/Caso clínico: breves relatos de casos, resultados terapêuticos ou novas reações adversas a medicamentos. O manuscrito deve ter no máximo 500 palavras, 5 referências e 3 ilustrações.
b) Cartas/Investigação: estudos de investigação menos complexos, como uma pequena série de casos, divulgação de resultados preliminares de pesquisas originais e relatórios iniciais de ensaios terapêuticos. O manuscrito deve ter no máximo 1.000 palavras, 10 referências e 4 ilustrações.
O manuscrito não deve ser dividido em seções nem incluir um resumo.

Correspondência
Esta seção recebe comentários, opiniões ou respostas a perguntas decorrentes de artigos publicados neste periódico, até dois números anteriores, cujo texto deve ser contínuo e não exceder 400 palavras. O manuscrito deve ter no máximo 5 referências e 2 ilustrações. O manuscrito não deve ser dividido em seções nem incluir um resumo.

Artigos Especiais
Artigos, elaborados sob convite, sobre temas específicos, tais como: diretrizes, consensos e similares; questões relacionadas a publicações científicas; epidemiologia e bioestatística aplicada à dermatologia; abordagem de técnicas fotográficas ou de imagem; memória com abordagem histórica de temas de interesse dermatológico, como comemorações de eventos importantes no desenvolvimento da medicina ou dermatologia, biografias e homenagens a personalidades relevantes da dermatologia nacional e internacional; necrologia; e temas não contemplados nas demais seções.
As especificações do manuscrito serão informadas no convite.

Idioma

Os manuscritos devem ser enviados em português por autores nacionais e em inglês por estrangeiros.

Check-list de envio

Você pode usar esta check-list antes de enviar seu manuscrito para a revisão da revista. Para mais detalhes, verifique a seção pertinente neste Guia para Autores.

Verifique se os seguintes itens estão presentes:

Um autor foi designado como o autor para correspondência, com os seguintes dados de contato:

  • Endereço de e-mail
  • Endereço postal completo

 

Todos os arquivos necessários foram enviados:
Manuscrito:

  • Incluir palavras-chave
  • Todas as figuras (com legendas pertinentes)
  • Todas as tabelas (com títulos, descrição e notas de rodapé)
  • Verifique se todas as citações de figuras e tabelas no corpo do texto correspondem aos arquivos fornecidos
  • Indique claramente se quaisquer figuras devem ser impressas a cores
    Arquivos Gráficos de Resumos/Destaques (quando aplicável)
    Arquivos suplementares (quando aplicável)

 

Considerações adicionais

  • Foi usado o corretor ortográfico e gramatical
  • Todas as referências mencionadas na lista de referências são citadas no texto e vice-versa
  • Foi obtida permissão para uso de material protegido por direitos autorais de outras fontes (incluindo a internet)
  • A declaração de conflito de interesses foi enviada, mesmo que os autores não tenham nenhum conflito de interesses a declarar
  • As políticas da revista, detalhadas neste guia, foram revisadas
  • Sugestões de revisores e detalhes de contato foram enviados, de acordo com os requisitos da revista Para mais informações, visite nossa Central de Apoio.

 

Todos os documentos, como o Consentimento de Uso para Publicação, Conflito de interesses, Formulário de Informações, Autorização para Publicação de Fotografias e Participação no Estudo estão disponíveis no site da revista.
Esses documentos devem ser assinados por todos os autores e anexados no momento de envio do artigo pelo sistema. A autorização para publicação de fotografias só é necessária quando a face do paciente estiver completamente identificada.

ANTES DE COMEÇAR

Ética na publicação

Consulte nossas páginas de informações sobre Ética na publicação e Diretrizes éticas para publicação em revistas.

Estudos em humanos e animais

Se o trabalho envolver seres humanos, o autor deve garantir que o trabalho descrito foi realizado de acordo com o Código de Ética da Associação Médica Mundial (Declaração de Helsinque) para experimentos envolvendo seres humanos. O manuscrito também deve estar de acordo com as Recomendações para a Elaboração, Redação, Edição e Publicação de Trabalhos Acadêmicos em Periódicos Médicos e incluir populações humanas representativas (sexo, idade e etnia) de acordo com essas recomendações. Os termos sexo e gênero devem ser usados corretamente.

O manuscrito deve conter a informação de que o consentimento informado foi obtido em experimentos envolvendo seres humanos. Os direitos de privacidade dos sujeitos de pesquisa devem sempre ser observados.

Todos os experimentos com animais devem estar em conformidade com as diretrizes ARRIVE e devem ser realizados de acordo com a Lei dos Animais (Procedimentos Científicos) do Reino Unido, 1986 e diretrizes associadas, com a Diretiva 2010/63/EU para experimentos em animais, ou com as orientações do National Institutes of Health para cuidado e uso de animais de laboratório (NIH Publications No. 8023, revisada em 1978). Os autores devem indicar claramente no manuscrito que tais diretrizes foram seguidas. O sexo dos animais deve ser indicado e, quando apropriado, a influência (ou associação) do sexo nos resultados do estudo.

Consentimento informado e detalhes do paciente

Estudos em pacientes ou voluntários demandam termos de consentimento informação e de aprovação do comitê de ética relevante. Os consentimentos, permissões e liberações apropriados devem ser obtidos sempre que um autor desejar incluir detalhes do caso, informações pessoais ou imagens de pacientes e quaisquer outros indivíduos em uma publicação da Elsevier. Os consentimentos por escrito devem ser retidos pelo autor, mas não devem ser enviados à revista. O autor deverá fornecer cópias dos consentimentos ou evidências de que tais consentimentos foram obtidos somente se solicitado especificamente pela revista em circunstâncias excepcionais (por exemplo, se surgir uma questão legal). Para mais informações, consulte a Política da Elsevier sobre o Uso de Imagens ou Informações Pessoais de Pacientes ou outros Indivíduos. A menos que você tenha permissão por escrito do paciente (ou, quando aplicável, de parentes próximos), as informações pessoais de qualquer paciente incluídas em qualquer parte do artigo e em qualquer material suplementar (incluindo todas as ilustrações e vídeos) devem ser removidas antes do envio.

Declaração de conflitos de interesse

Todos os autores devem divulgar quaisquer relacionamentos financeiros e pessoais com outras pessoas ou organizações que possam influenciar inadequadamente seu trabalho (gerar viés). Exemplos de possíveis conflitos de interesse incluem vínculo empregatício, consultoria, posse de ações, recebimentos de honorários, testemunhos pagos de especialistas, pedidos/registros de patentes e concessões ou outros financiamentos. Os autores devem preencher a declaração de conflitos de interesse usando esse modelo e fazer o upload para o sistema de envio na etapa Anexar/Fazer upload de arquivos.
Se não houver nenhum conflito interesse a declarar, escolha: “Declaração de conflitos de interesse: nenhuma” no modelo.
Se aceita, esta declaração será publicada junto ao artigo. Mais informações.

Declaração e verificação de envio

O envio de um artigo implica que o trabalho descrito não foi publicado anteriormente (exceto na forma de resumo, palestra publicada ou tese acadêmica; consulte “Publicação múltipla, redundante ou concorrente” para obter mais informações), que não está sendo considerado para publicação em outro periódico, que sua publicação foi aprovada por todos os autores e, tácita ou explicitamente, pelas autoridades responsáveis onde o trabalho foi realizado e que, se aceito, não será publicado em nenhum outro lugar da mesma forma, seja em inglês ou em qualquer outro idioma, inclusive eletronicamente, sem o consentimento por escrito do detentor dos direitos autorais. Para verificar a originalidade, o artigo poderá ser verificado pelo serviço de detecção de similaridades Crossref Similarity Check.

Preprints
Observe que os preprints podem ser compartilhados em qualquer lugar a qualquer momento, de acordo com a política de compartilhamento da Elsevier.
Compartilhar seus preprints (por exemplo, em um servidor de pré-impressão) não contará como publicação prévia (para mais informações, consulte "Publicações múltiplas, redundantes ou concorrentes").

Uso de linguagem inclusiva

A linguagem inclusiva reconhece a diversidade, transmite respeito a todas as pessoas, é sensível às diferenças e promove a igualdade de oportunidades. Os artigos não devem fazer suposições sobre as crenças ou compromissos de qualquer leitor, não devem conter nada que implique que um indivíduo seja superior a outro por motivos de raça, sexo, cultura ou qualquer outra característica e devem usar linguagem inclusiva. Os autores devem garantir que o texto não tenha vieses, usando, por exemplo, “ele/ela” em vez de “ele” ou “dele” e utilizando nomes de cargos sem estereótipos de gênero (por exemplo, “profissional de enfermagem” em vez de “enfermeira”).

Colaboradores

Cada autor deve declarar sua contribuição individual ao artigo: todos os autores devem ter participado materialmente da pesquisa e/ou preparação do artigo, de maneira que devem ser descritos os papéis de cada um. A afirmação de que todos os autores aprovaram a versão final do manuscrito final deve ser verdadeira e mencionada durante a submissão.

Autoria

Todos os autores devem ter contribuído substancialmente para: (1) a concepção e o desenho do estudo, levantamento dos dados, ou análise e interpretação dos dados, (2) redação do artigo ou revisão crítica do conteúdo intelectual importante, (3) aprovação final da versão a ser enviada. Os Anais consideram aceitável o limite de 4 autores por artigo; exceto nas categorias de Investigação, Cartas/Investigação, Revisão e Artigo Especial, que aceitam até 6 autores.

Alterações na autoria

Espera-se que a lista e a ordem dos autores seja cuidadosamente avaliada antes do envio do manuscrito e que a lista definitiva de autores seja fornecida no momento do envio original. Qualquer adição, exclusão ou reorganização de nomes de autores na lista de autoria deve ser feita antes da aceitação do manuscrito e somente se aprovada pelo Editor da revista. Para solicitar tal alteração, o Editor deve receber o seguinte do autor para correspondência: (a) o motivo da alteração na lista de autores e
(b) confirmação por escrito (e-mail ou carta) de todos os autores declarando sua concordância com a adição, remoção ou reorganização. No caso de adição ou remoção de autores, faz-se necessária a confirmação do autor que está sendo adicionado ou removido.
Somente em circunstâncias excepcionais o Editor considerará a adição, exclusão ou reorganização de autores após a aceitação do manuscrito. Enquanto o Editor avalia a solicitação, a publicação do manuscrito será suspensa. Se o manuscrito já tiver sido publicado em uma edição on-line, quaisquer solicitações aprovadas pelo Editor resultarão em um Corrigendum.

Registro de ensaios clínicos
O registro em um banco de dados público de ensaios é uma das condições para publicação de ensaios clínicos nesta revista, de acordo com as recomendações do Comitê de Editores de Periódicos Médicos. Ensaios Clínicos devem estar registrados antes ou no início da inclusão de pacientes. O número de registro do ensaio clínico deve ser mencionado ao fim do resumo do artigo. Um estudo clínico é definido como qualquer estudo de pesquisa que designe prospectivamente participantes ou grupos de seres humanos a uma ou mais de uma intervenção relacionada com a saúde para avaliar os efeitos nos resultados de saúde. Intervenções associadas à saúde incluem qualquer intervenção usada para modificar um resultado biomédico ou vinculado à saúde (por exemplo, medicamentos, procedimentos cirúrgicos, dispositivos, tratamentos comportamentais, intervenções dietéticas e alterações no processo de atendimento). Os resultados de saúde incluem quaisquer medidas biomédicas ou relacionadas com a saúde observadas em pacientes ou participantes, incluindo medidas farmacocinéticas e eventos adversos. Estudos puramente observacionais (nos quais a intervenção médica não fica a critério do investigador) não exigem registro.

Direitos Autorais

Após a aceitação de um artigo, os autores serão solicitados a preencher uma “Declaração de Publicação na Revista” (mais informações sobre o tema), atribuindo à Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) os direitos autorais do manuscrito e de todas as tabelas, ilustrações ou outro material enviado para publicação como parte do manuscrito (o “Artigo”) em todas as formas e meios (atuais ou futuros), no mundo inteiro, em todos os idiomas, pelo período integral dos direitos autorais, em vigor a partir da data de aceitação do artigo. Um e-mail será enviado ao autor para correspondência, confirmando o recebimento do manuscrito, juntamente com o formulário “Declaração de Publicação na Revista” ou um link para a versão on-line desse documento.

Direitos dos autores Como autor, você (ou sua instituição) tem certos direitos de reutilizar seu trabalho. Mais informações.

Papel da fonte de financiamento

Você deve identificar quem forneceu apoio financeiro para a condução da pesquisa e/ou preparação do artigo e a descrever brevemente o papel do(s) patrocinador(es), se houver, no desenho do estudo; na coleta, análise e interpretação dos dados; na redação do relatório; e na decisão de enviar o artigo para publicação. Se não houve envolvimento da(s) fonte(s) de financiamento nesses processos, esse fato deve ser declarado.

Acesso aberto

Esta é uma revista de acesso aberto: todos os artigos serão imediata e permanentemente gratuitos para leitura e download. Para fornecer acesso aberto, esta revista cobra uma taxa de acesso livre (também conhecida como taxa de publicação de artigos APC) que deve ser paga pelos autores ou em seu nome, por exemplo, pela fonte de financiamento ou instituição de pesquisa. Para esta revista, a Sociedade Brasileira de Dermatologia financia a APC de todos os artigos aceitos. O (re)uso por terceiros permitido é definido pelas seguintes licenças de uso Creative Commons:

Atribuição Creative Commons (CC BY)
Permite que outras pessoas distribuam e copiem o artigo; criem extratos, resumos e outras versões revisadas, adaptações ou trabalhos derivados de um artigo (como uma tradução); incluam o artigo em um trabalho coletivo (como uma antologia); minem o texto ou dados do artigo, mesmo para fins comerciais, desde que creditem o(s) autor(es), não indiquem que o(s) autor(es) endossa(m) a adaptação e não modifiquem o artigo de maneira a prejudicar a honra ou a reputação do(s) autor(es).
A taxa de acesso aberto para esta revista é financiada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Elsevier Researcher Academy A Researcher Academy é uma plataforma de e-learning gratuita projetada para apoiar pesquisadores no início e meio de carreira ao longo de sua jornada de pesquisa. O ambiente “Learn” da Researcher Academy oferece vários módulos interativos, webinars, guias e recursos para download, para guiá-lo durante o processo de redação da pesquisa e revisão por pares. Sinta-se à vontade para usar esses recursos gratuitos para melhorar seu manuscrito e navegar facilmente pelo processo de publicação.

Envio

Nosso sistema de submissão on-line oferece todas as orientações para guiar você durante o processo de inserir os dados do seu artigo e fazer o upload dos seus arquivos. O sistema converte os arquivos do seu artigo em um único arquivo PDF que será usado no processo de revisão por pares. Para formatar seu artigo para publicação final, é necessário que os arquivos sejam editáveis (por exemplo, em formato Word ou LaTeX). Toda a correspondência, incluindo a notificação da decisão do Editor e os pedidos de revisão, é enviada por e-mail.
Envie seu artigo
Envie seu artigo pelo link https://www.editorialmanager.com/abd

PREPARAÇÃO

Revisão duplo-cega

Esta revista utiliza uma revisão duplo-cega: a identidade dos autores está oculta para os revisores e vice-versa. Para mais informações, consulte nosso site. Para facilitar esse processo, apresente os seguintes dados separadamente:
Página de rosto (com dados de autoria): Esse documento deve incluir o título do manuscrito, os nomes dos autores, as afiliações, os ORCIDs, os agradecimentos e qualquer declaração de conflito de interesse, além do endereço completo do autor para correspondência, incluindo um endereço de e-mail.
Manuscrito cego (sem dados de autoria): O texto principal do trabalho (incluindo as referências, figuras, tabelas e quaisquer agradecimentos) não deve incluir nenhuma informação de identificação, como nomes ou afiliações dos autores.

Uso de software de processamento de texto O arquivo deve ser salvo no formato nativo do processador de texto usado. O texto deve estar no formato de coluna única. O layout do texto deve ser o mais simples possível. A maioria dos códigos de formatação será removida e substituída no processamento do artigo. Em particular, não use as opções do processador de texto para justificar o texto ou hifenizar palavras. No entanto, use negrito, itálico, subscritos, sobrescritos etc. Ao preparar tabelas, se você estiver usando uma grade de tabela, use apenas uma grade para cada tabela e não uma grade para cada linha. Se nenhuma grade for usada, use tabulações (em vez de espaços) para alinhar as colunas. O texto eletrônico deve ser preparado de forma parecida aos manuscritos convencionais (consulte também o Guia para Publicar com a Elsevier). Lembre-se que os arquivos originais das figuras, tabelas e gráficos de texto serão necessários, quer as figuras tenham sido inseridas no corpo do texto ou não. Consulte também a seção sobre Arte Eletrônica. Para evitar erros desnecessários, é altamente recomendável usar o corretor ortográfico e gramatical do seu processador de texto.

Estrutura do artigo

Consulte a seção “Tipos de artigo” para saber mais sobre a estrutura de cada tipo de artigo publicado pelos Anais Brasileiros de Dermatologia.

Subdivisão – seções não numeradas Divida seu artigo em seções claramente definidas. Cada subseção deve ter um breve cabeçalho. Cada cabeçalho deve aparecer em uma linha separada. As subseções devem ser usadas o máximo possível ao fazer referência cruzada: a referência à subseção deve ser feita por seu cabeçalho, em vez de simplesmente “o texto”.

Informações essenciais da página de rosto

Título. Conciso e informativo. Os títulos são frequentemente usados em sistemas de coleta de informações. Sempre que possível, evite usar abreviações e fórmulas.
Nomes e afiliações dos autores, incluindo ORCID iD. Indique claramente os nomes e sobrenomes de cada autor e certifique-se de que todos os nomes estejam grafados corretamente. Você pode colocar o nome entre parênteses no alfabeto original antes da transliteração em inglês. Liste o endereço da afiliação dos autores (onde o estudo foi realizado) abaixo dos nomes. Indique todas as afiliações com uma letra sobrescrita em minúscula imediatamente após o nome do autor e antes do endereço apropriado. Informe o endereço postal completo de cada afiliação, incluindo o nome do país e, se disponível, o endereço de e-mail de cada autor e o ORCID iD. Se algum dos autores não tiver sua ORCID iD, ele pode registrá-la em https://orcid.org/register.
Autor para correspondência. Indique claramente quem será responsável pela correspondência em todas as etapas da avaliação e da publicação, bem como após a publicação. Essa responsabilidade inclui responder a quaisquer perguntas futuras sobre Metodologia e Materiais. Verifique se o endereço de e-mail foi fornecido e se os dados de contato do autor para correspondência estão atualizados.
Endereço atual/permanente. Se um autor se mudou desde que o trabalho descrito no artigo foi concluído ou atuava como pesquisador visitante na época, o “Endereço atual” (ou “Endereço permanente”) pode ser indicado em uma nota de rodapé no nome desse autor. O endereço onde o autor realmente fez o trabalho deve ser mantido como o principal endereço de afiliação. Essas notas de rodapé devem ser indicadas com algarismos árabes sobrescritos.

Resumo estruturado

Um resumo estruturado, com divisões apropriadas, deve apresentar o contexto ou a fundamentação da pesquisa e declarar seu objetivo, procedimentos básicos (seleção de sujeitos do estudo ou animais de laboratório, métodos observacionais e analíticos), principais achados (apontando os tamanhos de efeito específicos e sua significância estatística, se possível) e as principais conclusões. Deve enfatizar os aspectos ou observações novos e importantes do estudo. Consulte a seção “Tipos de artigo” para saber mais sobre os parâmetros do resumo de cada tipo de artigo.

Palavras-chave

Imediatamente após o resumo, liste no máximo 7 palavras-chave, evitando termos gerais ou plurais e vários conceitos (evite, por exemplo, “e” ou “de”). Cuidado com abreviações: somente aquelas consagradas na área de pesquisa podem ser utilizadas. Essas palavras-chave serão usadas para indexação. Escolha as palavras-chave incluídas no Medical Subject Headings (MeSH), do Index Medicus, disponíveis em www.nlm.nih.gov/mesh ou nos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS), do Bireme, disponíveis em http://decs.bvs.br.

Abreviações
Defina as abreviações que não sejam padrão nesta área de pesquisa, em uma nota de rodapé a ser colocada na primeira página do artigo. Abreviaturas inevitáveis no resumo devem ser definidas na primeira menção, bem como na nota de rodapé. As abreviações devem ser consistentes ao longo do artigo.

Agradecimentos
Agrupe os agradecimentos em uma seção separada ao fim do artigo, antes das referências. Não os inclua na página de rosto, como uma nota de rodapé do título ou de outra forma. Liste as pessoas que auxiliaram durante a pesquisa (por exemplo, fornecendo ajuda linguística, assistência por escrito ou revisão do artigo, etc).

Formatação das fontes de financiamento
Liste as fontes de financiamento desta maneira, para facilitar a conformidade com os requisitos do financiador:

Financiamento: Este trabalho foi financiado pelo National Institutes of Health [processo número xxxx, yyyy]; Bill & Melinda Gates Foundation, Seattle, WA [processo número zzzz]; e United States Institutes of Peace [processo número aaaa].
Não é necessário incluir descrições detalhadas sobre o programa ou tipo de subsídios ou prêmios. Quando o financiamento for proveniente de uma doação em bloco ou de outros recursos disponíveis para uma universidade, faculdade ou outra instituição de pesquisa, informe o nome do instituto ou organização que forneceu o financiamento.
Se a pesquisa não contou com nenhum financiamento, inclua a seguinte frase:
Esta pesquisa não recebeu nenhum financiamento específico de agências de fomento públicas, privadas ou sem fins lucrativos.

Unidades
Siga regras e convenções internacionalmente aceitas: use o sistema internacional de unidades (SI). Se outras unidades forem mencionadas, informe seu equivalente no SI.

Notas de rodapé
As notas de rodapé devem ser usadas com moderação. Numere-as consecutivamente ao longo do artigo. Vários processadores de texto criam notas de rodapé no texto; esse recurso pode ser usado. Caso contrário, indique a posição das notas de rodapé no texto e liste as notas de rodapé separadamente no final do artigo. Não inclua notas de rodapé na lista de Referências.

Arte

Manipulação de imagens
Embora seja aceito que os autores às vezes precisem manipular imagens para maior clareza, a manipulação para fins fraudulentos será considerada abuso ético científico e será tratada como tal. Para imagens gráficas, esta revista aplica a seguinte política: nenhum recurso específico em uma imagem pode ser aprimorado, obscurecido, movido, removido ou introduzido. Ajustes de brilho, contraste ou balanço de cores são aceitáveis se e desde que não ocultem ou eliminem qualquer informação presente no original. Os ajustes não lineares (por exemplo, alterações nas configurações gama) devem ser divulgados na legenda da figura.

Informações Gerais sobre Arte Eletrônica • Use letras e tamanhos uniformes na arte original.
• Se o aplicativo apresentar essa opção, incorpore as fontes usadas.
• Procure usar as seguintes fontes em suas ilustrações: Arial, Courier, Times New Roman, Symbol ou use fontes parecidas.
• Numere as ilustrações de acordo com a sequência em que foram citadas no texto.
• Use uma nomenclatura lógica para seus arquivos de ilustrações.
• Informe as legendas para ilustrações separadamente.
• Dimensione as ilustrações próximas às dimensões desejadas na versão publicada.
• Envie cada ilustração como um arquivo separado. Consulte o guia detalhado sobre arte eletrônica.
Não deixe de acessar este site; este guia cita trechos das informações lá detalhadas.
Formatos
Se sua arte eletrônica for criada em um aplicativo do Microsoft Office (Word, PowerPoint, Excel), envie o formato de documento nativo.
Mesmo que o aplicativo usado não seja o Microsoft Office, quando a arte final eletrônica for finalizada, “Salve como” ou converta as imagens para um dos seguintes formatos (observe os requisitos de resolução para linhas, meios-tons e combinações de linhas/meios-tons indicados abaixo):
EPS (ou PDF): desenhos vetoriais, incorpore todas as fontes usadas.
TIFF (ou JPEG): fotografias coloridas ou em escala de cinza (meios-tons), com no mínimo 300 dpi. TIFF (ou JPEG): imagens lineares de bitmap (pixels em preto e branco puro) com no mínimo 1000 dpi. TIFF (ou JPEG): Combinações de linha/meio-tom de bitmap (cores ou escala de cinza) com no mínimo 500 dpi.
Não:
• Envie arquivos otimizados para uso em tela (por exemplo, GIF, BMP, PICT, WPG); pois estes formatos costumam ter um número baixo de pixels e um conjunto limitado de cores;
• Envie arquivos com resolução muito baixa;
• Envie gráficos desproporcionalmente grandes para o conteúdo.

Arte em cores
Verifique se os arquivos de arte estão em um formato aceitável (arquivos TIFF [ou JPEG], EPS [ou PDF] ou MS Office) e com a resolução correta.
Se, juntamente com o artigo aceito, você enviar figuras coloridas utilizáveis, a Elsevier garantirá, sem custo adicional, que essas figuras apareçam on-line em cores (por exemplo, no ScienceDirect e outros sites), quer essas ilustrações sejam ou não reproduzidas em cores na versão impressa. Mais informações sobre a preparação de arte eletrônica.

Serviços de ilustração
O Serviço para Autores da Elsevier oferece serviços de ilustração para autores que estejam se preparando para enviar um manuscrito, mas estejam preocupados com a qualidade das imagens que acompanham seu artigo. Os ilustradores especialistas da Elsevier produzem imagens científicas, técnicas e de estilo médico, além de uma ampla variedade de tabelas, quadros e gráficos. Outro serviço disponível é o “polimento” da imagem, onde nossos ilustradores aprimoram sua(s) imagem(s) para um padrão profissional. Para saber mais, visite o site.

Legendas das figuras
Verifique se cada ilustração tem uma legenda. Informe as legendas separadamente, não anexadas às figuras. A legenda deve incluir um título breve (não na figura em si) e uma descrição da ilustração. O texto nas ilustrações em si deve ser mínimo, mas todos os símbolos e abreviações usados devem ser explicados.

Tabelas

Envie as tabelas como texto editável e não como imagens. As tabelas podem ser colocadas ao lado do texto relevante no artigo ou em páginas separadas ao fim. Numere as tabelas consecutivamente de acordo com sua menção no texto e coloque as notas abaixo do corpo da tabela. Não use muitas tabelas e verifique se os dados apresentados nelas não duplicam os resultados descritos em outras partes do artigo. Evite usar linhas verticais e sombreamento nas células da tabela.

Referências

Citação no texto
Verifique se todas as referências citadas no texto estão presentes na lista de referências (e vice-versa). Todas as referências citadas no resumo devem ser fornecidas na íntegra. Resultados não publicados e comunicações pessoais não são recomendáveis na lista de referências, mas podem ser mencionados no texto. Se essas referências forem incluídas na lista de referências, elas devem seguir o estilo de referência padrão da revista e a data de publicação deve ser substituída por “Resultados não publicados” ou “Comunicação pessoal”. A citação de uma referência como “in press” indica que ela foi aceita para publicação.

Links de referência
Links on-line para as fontes citadas aumentam a probabilidade da pesquisa ser descoberta e garantem uma revisão por pares de alta qualidade. Para permitir a criação de links para os serviços de abstração e indexação, como Scopus, CrossRef e PubMed, verifique se os dados fornecidos nas referências estão corretos. Erros nos sobrenomes, títulos de periódicos/livros, ano de publicação e paginação podem impedir a criação de links. Ao copiar referências, tenha cuidado, pois elas já podem conter erros. O uso do DOI é altamente incentivado.

O DOI nunca muda; assim, ele pode ser usado como um link permanente para qualquer artigo eletrônico.

Um exemplo de citação usando DOI para um artigo ainda não publicado é: VanDecar J.C., Russo R.M., James D.E., Ambeh W.B., Franke M. (2003). Aseismic continuation of the Lesser Antilles slab beneath northeastern Venezuela. Journal of Geophysical Research, https://doi.org/10.1029/2001JB000884.

O formato dessas citações deve estar no mesmo estilo que todas as outras referências no artigo.

Referências da internet
No mínimo, a URL completa e a data em que a referência foi acessada pela última vez devem ser informadas. Qualquer dado adicional, se conhecido (DOI, nomes de autores, datas, referência a uma publicação de origem, etc.), também deve ser informado. As referências da Web podem ser listadas separadamente (por exemplo, após a lista de referências) com um cabeçalho diferente, ou podem ser incluídas na lista de referências.

Referências de dados
Esta revista incentiva a citação de conjuntos de dados subjacentes ou relevantes em seu manuscrito. Eles podem ser citados no texto e listados nas Referências. As referências de dados devem incluir os seguintes elementos: nome(s) do(s) autor(es), título do conjunto de dados, repositório de dados, versão (quando disponível), ano e identificador persistente global. Escreva [conjunto de dados] imediatamente antes da referência para que possamos identificá-la adequadamente como uma referência de dados. O identificador [conjunto de dados] não aparecerá no artigo publicado.

Referências em uma edição especial
As palavras “esta edição” devem ser adicionadas a qualquer referência na lista (e a qualquer citação no texto) de outros artigos da mesma Edição Especial.

Software de gerenciamento de referências bibliográficas
O modelo de referência da maioria dos periódicos da Elsevier está disponível em muitos dos softwares de gerenciamento de referências bibliográficas mais populares. Isso inclui todos os produtos compatíveis com os estilos Citation Style Language, como Mendeley. Usando os plug-ins de citação desses produtos, os autores precisam apenas selecionar o modelo de revista apropriado ao preparar seu artigo; as citações e bibliografias serão automaticamente formatadas no estilo da revista. Se ainda não houver um modelo disponível para esta revista, siga o formato das referências e citações indicado neste Guia. Se você usar um software de gerenciamento de referências bibliográficas, remova todos os códigos de campo antes de enviar o manuscrito eletrônico. Mais informações sobre como remover os códigos de campo em diferentes softwares de gerenciamento de referências bibliográficas.

Estilo de referência
Texto: Indique referências usando números sobrescritos no texto. Os nomes dos autores podem ser citados, mas os números de referência devem sempre ser fornecidos.
Lista: Numere as referências na lista na ordem em que aparecem no texto.

Exemplos: Referência a uma publicação em revista:
1. Van der Geer J, Hanraads JAJ, Lupton RA. The art of writing a scientific article. J Sci Commun 2010;163:51–9. https://doi.org/10.1016/j.Sc.2010.00372. Referência a uma publicação de revista com um número de artigo:

2. Van der Geer J, Hanraads JAJ, Lupton RA. The art of writing a scientific article. Heliyon. 2018; 19:e00205. https://doi.org/j.heliyon.2018.e00205.

Referência a um livro:
3. Strunk Jr W, White EB. The elements of style. 4th ed. New York: Longman; 2000.

4. Referência a um capítulo em um livro editado:

5. Mettam GR, Adams LB. How to prepare an electronic version of your article. In: Jones BS, Smith RZ, editors. Introduction to the electronic age, New York: E-Publishing Inc; 2009, p. 281–304.

Referência a um site:

6. Cancer Research UK. Cancer statistics reports for the UK, http://www.cancerresearchuk.org/aboutcancer/statistics/cancerstatsreport/; 2003 [acessado em 13 Março 2003].

7. Referência a um conjunto de dados:
[conjunto de dados] 6. Oguro M, Imahiro S, Saito S, Nakashizuka T. Mortality data for Japanese oak wilt disease and surrounding forest compositions, Mendeley Data, v1; 2015. https://doi.org/10.17632/xwj98nb39r.1.
Atente à formatação condensada do número de página (por exemplo, 51–9). Para mais de 6 autores, os 6 primeiros devem ser listados, seguidos pela expressão “et al”. Para mais detalhes, consulte “Uniform Requirements for Manuscripts submitted to Biomedical Journals” (J Am Med Assoc 1997;277:927–34). Consulte também as Amostras de Referências Formatadas.

Fontes de abreviações da revista
Os nomes das revistas devem ser abreviados de acordo com a Lista de Abreviações dos Títulos.

Vídeos

A Elsevier aceita material em vídeo e sequências de animação para respaldar e aprimorar sua pesquisa científica. Autores que desejem enviar arquivos de vídeo ou animação com o artigo são fortemente encorajados a incluir links para eles no corpo do texto. Isso pode ser feito da mesma maneira que uma figura ou tabela, fazendo referência ao conteúdo do vídeo ou da animação e indicando no corpo do texto onde ele deve ser colocado. Todos os arquivos enviados devem ser devidamente rotulados, se relacionando diretamente com o conteúdo do arquivo de vídeo. Para garantir que seu vídeo ou animação seja diretamente utilizável, envie o arquivo em um dos formatos recomendados, com um tamanho máximo preferido de 150 MB por arquivo, 1 GB no total. Os arquivos de vídeo e animação fornecidos serão publicados on-line na versão eletrônica do seu artigo nos produtos da Elsevier Web, incluindo o ScienceDirect. Envie “fotos” com seus arquivos: você pode escolher qualquer quadro do vídeo ou da animação ou crie uma imagem separada. Eles serão usados no lugar dos ícones padrão e personalizarão o link para seus vídeos. Para mais detalhes, consulte nossas páginas de instruções para vídeos. Nota: como vídeos e animações não podem ser incorporados na versão impressa da revista, envie textos diferentes para a versão eletrônica e impressa nas partes do artigo que se referirem ao conteúdo audiovisual.

Visualização de dados

Inclua visualizações de dados interativas em seu artigo e deixe seus leitores interagirem e se envolverem mais de perto com sua pesquisa. Siga as instruções aqui para descobrir as opções de visualização de dados disponíveis e como incluí-las em seu artigo.

Material suplementar

Material suplementar, como aplicativos, imagens e clipes de som, pode ser publicado com o seu artigo. Os itens suplementares enviados são publicados exatamente como foram recebidos (os arquivos Excel ou PowerPoint aparecerão como tais online). Envie seu material juntamente com o artigo e crie uma legenda concisa e descritiva para cada arquivo suplementar. Se desejar fazer alterações no material suplementar durante qualquer etapa do processo, envie um arquivo atualizado.
Não faça correções em uma versão anterior. Desative a opção “Controlar alterações” nos arquivos do Microsoft Office, pois as marcações aparecerão na versão publicada.

Dados da pesquisa

Esta revista incentiva você a compartilhar dados que respaldem sua pesquisa em um repositório de dados apropriado, permitindo a interligação dos dados com os artigos publicados. Se compartilhar dados, sugerimos que os cite em seu manuscrito e lista de referências. Consulte a seção “Referências” para obter mais informações sobre citação de banco de dados.

Os dados da pesquisa são os resultados das observações ou experimentos que validam os resultados da pesquisa.

Para facilitar a reprodutibilidade e a reutilização de dados, esta revista também incentiva o compartilhamento de seu software, código, modelos, algoritmos, protocolos, métodos e outros materiais úteis relacionados ao projeto.

Para obter mais informações sobre depósito, compartilhamento e uso de dados de pesquisa e outros materiais de pesquisa relevantes, visite a página de dados de pesquisa.

Vinculação de dados
Se você disponibilizar seus dados de pesquisa em um repositório de dados, poderá vincular seu artigo diretamente ao conjunto de dados. A Elsevier colabora com vários repositórios para vincular artigos no ScienceDirect a repositórios relevantes, dando aos leitores acesso aos dados subjacentes, proporcionando assim uma melhor compreensão da pesquisa descrita.

Existem várias maneiras de vincular seus conjuntos de dados ao seu artigo. Quando disponível, você pode vincular diretamente o conjunto de dados ao artigo, fornecendo as informações relevantes no sistema de envio. Para mais informações, visite a página de vinculação de banco de dados.

Para os repositórios de dados suportados , um banner do repositório aparecerá automaticamente ao lado do artigo publicado no ScienceDirect.

Além disso, você pode vincular dados ou entidades relevantes usando identificadores no texto do seu manuscrito, no seguinte formato: Banco de dados: xxxx (e.g., TAIR: AT1G01020; CCDC: 734053; PDB: 1XFN).

Declaração de dados
Para estimular a transparência, recomendamos que você indique a disponibilidade de seus dados no envio. Isso pode ser um requisito da sua instituição ou financiador. Se seus dados estiverem indisponíveis ou inadequados para publicação, você terá a oportunidade de indicar o motivo durante o processo de envio, por exemplo, afirmando que os dados da pesquisa são confidenciais. A declaração aparecerá em seu artigo publicado no ScienceDirect. Para mais informações, visite a página de Declaração de Dados.

APÓS O ACEITE

Correção da prova online

Os autores para correspondência receberão um e-mail com um link para o nosso sistema de provas, que permite a anotação e correção de provas on-line. O ambiente é semelhante ao MS Word: além de editar o texto, você também pode comentar sobre figuras/tabelas e responder perguntas do Editor. A revisão online é um processo mais rápido e menos propenso a erros, permitindo que você digite suas correções diretamente, eliminando a possível introdução de erros.
Se preferir, você ainda pode optar por fazer anotações e fazer upload de suas edições na versão PDF. Todas as instruções para a verificação serão enviadas no e-mail que enviamos aos autores, incluindo métodos alternativos às versões online e PDF.
Faremos todo o possível para publicar seu artigo com rapidez e precisão. Use esta prova apenas para verificar a composição, edição, integridade e correção do texto, tabelas e figuras. Alterações significativas no artigo, após aceito para publicação, serão consideradas apenas nesta fase, com a permissão do Editor. É importante que todas as correções sejam enviadas de volta para nós em uma comunicação. Verifique cuidadosamente antes de responder, pois não podemos garantir a inclusão de quaisquer correções subsequentes A revisão é de sua exclusiva responsabilidade.

DÚVIDAS DO AUTOR

Consulte a Central de Apoio da Elsevier para esclarecer suas dúvidas. Lá você encontrará tudo o que precisa, desde respostas às perguntas frequentes a maneiras de entrar em contato. Você também poderá verificar o status do artigo enviado ou descobrir quando seu artigo aceito será publicado.

© Copyright 2018 Elsevier | https://www.elsevier.com

© 2020 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações