Journal Information
Vol. 96. Issue 1.
Pages 107-110 (01 January 2021)
Visits
...
Vol. 96. Issue 1.
Pages 107-110 (01 January 2021)
Carta ‐ Investigação
DOI: 10.1016/j.abdp.2020.07.012
Open Access
Prevalência da infecção por Bartonella spp. em pacientes com psoríase
Visits
...
Luciene Silva dos Santosa, Marina Rovani Drummonda, Renata Ferreira Magalhãesb, Marilene Neves da Silvaa, Patricia Andreia Rodrigues Ferreirab, Paulo Eduardo Neves Ferreira Velhob,
Corresponding author
pvelho@unicamp.br

Autor para correspondência.
a Laboratório de Pesquisa Aplicada em Dermatologia e Infecção por Bartonella, Faculdade de Medicina, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil
b Disciplina de Dermatologia, Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text
Bibliography
Download PDF
Statistics
Figures (2)
Tables (1)
Tabela 1. Resultados das amostras positivas
Full Text
Prezado Editor,

A psoríase (Ps) é uma doença inflamatória crônica multissistêmica que, além do fator genético, conta com outros fatores desencadeantes como estresse emocional, déficit nutricional, problemas endócrinos e infecções. A ativação das células do sistema imunológico é considerada um fator importante na patogênese da Ps, e vários agentes infecciosos têm sido relacionados a essa ativação. Para modular a resposta imune no paciente com Ps, o tratamento sistêmico da doença pode ser baseado em substâncias imunossupressoras, o que facilita a disseminação de infecções oportunistas.1

As bactérias do gênero Bartonella são cocobacilos fastidiosos Gram‐negativos distribuídos em todo o mundo (fig. 1). Atualmente, o gênero tem 45 espécies e subespécies, das quais pelo menos 17 são capazes de infectar seres humanos. A maioria dessas bactérias é transmitida por artrópodes hematófagos, e alguns de seus reservatórios são animais domésticos, principalmente cães e gatos. Embora sejam bactérias negligenciadas, o número de estudos sobre a infecção por Bartonella sp. está aumentando, assim como o reconhecimento de sua importância. Esses agentes têm sido relacionados a um amplo espectro de manifestações clínicas, que varia de infecção assintomática a condições com risco de morte, como endocardite.2

Figura 1.

Fotomicrografia eletrônica de transmissão de uma colônia de Bartonella henselae (ATCC 49793) após 45 dias de crescimento em ágar enriquecido com sangue: bactérias cocoides e eletrondensas com parede trilaminar, 50.000×.

(0.05MB).

Não existem testes diagnósticos com sensibilidade e especificidade suficientemente altas. Além disso, as bartoneloses não estão incluídas nas hipóteses diagnósticas pela maioria dos médicos, o que contribui para que essas infecções sejam subdiagnosticadas.2 O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência da infecção por Bartonella spp. por meio de testes moleculares e microbiológicos em pacientes com psoríase e um grupo controle de voluntários.

O projeto foi aprovado pelo Conselho de Pesquisa Institucional da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), protocolo CAAE: 48057415.5.0000.5404.

Amostras de sangue foram obtidas de 30 pacientes com Ps, maiores de 18 anos, com manifestações leves a graves em diferentes esquemas terapêuticos que concordaram em participar do estudo e 30 voluntários, estudantes ou funcionários da Unicamp, maiores de 18 anos que negaram sintomas clínicos, não eram gestantes e que concordaram em participar do estudo.

As amostras foram processadas como resumido na figura 2. As culturas de enriquecimento líquido e as culturas sólidas foram realizadas como descrito anteriormente.3 A partir do sangue total e de amostras das culturas, o DNA foi extraído usando o QIAmp DNA mini kit (Qiagen®).

Figura 2.

Fluxograma dos procedimentos realizados.

(0.23MB).

Do DNA obtido foram realizadas PCRs convencionais específicas para gênero (região ITS) e PCRs específicas para a espécie Bartonella henselae: PCR de dupla amplificação (nested) para a região ftsZ e PCR em tempo real para a região gltA. A qualidade do DNA extraído e a ausência de inibidores de amplificação foram testadas por meio de PCR convencional para o gene GAPDH.

O DNA de B. henselae foi detectado em 20% (6/30) dos pacientes com Ps e em 10% (3/30) dos voluntários saudáveis que negaram os sintomas no momento da coleta da amostra sanguínea (tabela 1). O teste exato de Fischer não mostrou diferença estatística entre os dois grupos (p=0,23).

Tabela 1.

Resultados das amostras positivas

Positivos  PCR convencionalcultura líquida  PCR nestedsangue total  PCR nestedcultura líquida  PCR sangue total  PCR em tempo realcultura líquida  PCR em tempo realcultura sólida 
PS5           
PS16      +       
PS18        +     
PS20      +  +  +   
PS28            + 
PS30      +       
GC13  +  +         
GC36    +         
GC40    +         

PS, pacientes; GC, grupo controle.

A Ps é uma doença multifatorial, inflamatória e imunomediada. Embora não exista consenso sobre os mecanismos exatos de ação em sua patogênese, existem fortes indícios de que fatores externos, como superantígenos, tenham grande capacidade de estimular a resposta inflamatória da doença.1 Os microrganismos têm sido associados à Ps (incluindo estreptococos β‐hemolíticos, Staphylococcus aureus, Porphyromonas gingivalis, Candida albicans, Chlamydia psittaci, vírus da imunodeficiência humana e vírus da hepatite C), mas há evidências limitadas de que a terapia antimicrobiana apresente algum benefício direto na prevenção de crises. A Ps está associada, independentemente, a um risco aumentado de infecções graves, o que é intensificado pelo uso de tratamentos imunomoduladores.1

A infecção por Bartonella sp. foi documentada em 3,2% numa amostra com 500 doadores de sangue usando uma única PCR convencional específica para o gênero, a partir de amostras de cultura líquida e sólida.4

Bartonella sp. foi detectada em pacientes com Ps e artrite psoriásica (PsA). Um paciente com Ps apresentou a doença da arranhadura do gato durante o tratamento com adalimumabe. Outro paciente com PsA apresentou linfadenopatia mesentérica e abscessos esplênicos. A infecção sintomática por Bartonella sp. foi detectada em outros pacientes que recebiam tratamento com imunobiológicos.5

Um em cada cinco pacientes com Ps e um em cada 10 voluntários saudáveis apresentaram infecção por B. henselae. Embora não haja diferença estatística com relação ao grupo controle, essas informações são importantes para considerar a alta prevalência da infecção nos pacientes com Ps e mesmo no grupo controle. É preciso atenção em qualquer paciente que necessite de tratamento imunobiológico ou outros medicamentos imunossupressores e que apresente possíveis expressões da infecção por Bartonella sp., como febre de origem indeterminada, hepatite criptogênica, linfonodomegalia, endocardite, sepse, reações granulomatosas ou angioproliferativas. Mais estudos são necessários para avaliar se a infecção por Bartonella sp. pode agravar a expressão da Ps e os riscos dessa infecção associada a tratamentos imunossupressores.

Suporte financeiro

Bolsa de Doutorado CNPq 170501/2018‐3 (Santos, LS); Bolsa de Pós‐doutorado Fapesp 2018/12565‐6 (Drummond, MR); Bolsa de Produtividade CNPq 301900/2015‐9 (Velho, PENF) e Fundo de Apoio à Dermatologia (Funaderm)/Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Contribuição dos autores

Luciene Silva dos Santos: Aprovação da versão final do manuscrito; concepção e planejamento do estudo; elaboração e redação do manuscrito; obtenção, análise e interpretação dos dados.

Marina Rovani Drummond: Aprovação da versão final do manuscrito; concepção e planejamento do estudo; elaboração e redação do manuscrito; obtenção, análise e interpretação dos dados; participação efetiva na orientação da pesquisa; revisão crítica da literatura; revisão crítica do manuscrito.

Renata Ferreira Magalhães: Aprovação da versão final do manuscrito; obtenção, análise e interpretação dos dados.

Marilene Neves da Silva: Obtenção, análise e interpretação dos dados.

Patricia Andreia Rodrigues Ferreira: Concepção e planejamento do estudo.

Paulo Eduardo Neves Ferreira Velho: Análise estatística, Aprovação da versão final do manuscrito; concepção e planejamento do estudo; elaboração e redação do manuscrito; obtenção, análise e interpretação dos dados; participação efetiva na orientação da pesquisa; participação intelectual em conduta propedêutica e/ou terapêutica de casos estudados; revisão crítica da literatura; revisão crítica do manuscrito.

Conflito de interesses

Nenhum.

Referências
[1]
M. Rademaker, K. Agnew, N. Anagnostou, M. Andrews, K. Armour, C. Baker, et al.
Psoriasis and infection. A clinical practice narrative.
Australas J Dermatol., 60 (2019), pp. 91-98
[2]
K.A. Lins, M.R. Drummond, P.E.N.F. Velho.
Cutaneous manifestations of bartonellosis.
An Bras Dermatol., 94 (2019), pp. 594-602
[3]
M.R. Drummond, B.G. Lania, P.P.V. de Paiva Diniz, R. Gilioli, D.M.R. Demolin, D.G. Scorpio, et al.
Improvement of Bartonellahenselae DNA detection in cat blood samples by combining molecular and culture methods.
J Clin Microbiol., 56 (2018), pp. e01732-e1817
[4]
L.H. Pitassi, P.P. de Paiva Diniz, D.G. Scorpio, M.R. Drummond, B.G. Lania, M.L. Barjas-Castro, et al.
Bartonella spp. bacteremia in blood donors from Campinas.
Brazil. PLoS Negl Trop Dis., 9 (2015), pp. e0003467
[5]
A.O. Orden, N.N. Nardi, A.B. Vilaseca, A.C. Colombini, N.G. Barrios, A. Vijnovich Barón.
Cat scratch disease during etanercept therapy in a rheumatoid arthritis patient.
Reumatol Clin., 14 (2018), pp. 303-306

Como citar este artigo: Santos LS, Drummond MR, Magalhães RF, Silva MN, Ferreira PAR, Velho PENF. Prevalence of infection by Bartonella spp. in patients with psoriasis. An Bras Dermatol. 2021;96:108–11.

Trabalho realizado na Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil.

Copyright © 2020. Sociedade Brasileira de Dermatologia
Idiomas
Anais Brasileiros de Dermatologia

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.