Sociedade Brasileira de Dermatolodia

Anais Brasileiros de Dermatologia

GO TO

ISSN-e 1806-4841

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Associado da SBD, caso não possua ou esqueceu sua senha, solicite-nos.

Assinantes dos ABD

Prazo encerrado para respostas!

Acesso Restrito:


Assinantes devem se logar utilizando o e-mail cadastrado como login. Se não possuir, ou não lembrar o seu login e senha, Solicite Aqui!

Associados da SBD

Volume 73 Número 5




Voltar ao sumário

 

Artigo de revisão

Paracoccidioidomicose

Paracoccidioidomycosis


SILVIO ALENCAR MARQUES1

1Professor Assistente Doutor do Departamento de Dermatologia e Radioi terapia da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP

_Recebido em 31.8.98._ _Aprovado pelos Editores e Grupo de EMC e aceito para publicação em 25.9.98._ *Trabalho realizado na Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP.

Correspondência:
Sílvio Alencar Marques Departamento de Dermatologia Faculdade de Medicina Botucatu SP 18618-000

 

Resumo

São apresentados aspectos relativos à epidemiologia, patogenia, classificação, às manifestações clínicas e os tratamentos da paracoccidioidomicose. Causada pelo _Paracoccidioides brasiliensis_, é a micose sistêmica mais freqüente e importante da América do Sul, particularmente no Brasil, na Argentina, Colômbia e Venezuela. Pela alta freqüência de lesões cutâneas e mucosas que apresente, pelo potencial de gravidade da enfermidade e das conseqüências socioeconômicas para o paciente, o dermatolista se obriga a estar preparado para o diagnóstico precoce e para a instituição de cuidades adequados.

© 2018 Sociedade Brasileira de Dermatologia - Todos os direitos reservados

GN1 - Sistemas e Publicações