Journal Information
Vol. 95. Issue 6.
Pages 721-723 (01 November 2020)
Visits
...
Vol. 95. Issue 6.
Pages 721-723 (01 November 2020)
Caso Clínico
Open Access
Hipotireoidismo primário com manifestações dermatológicas exuberantes
Visits
...
Thadeu Santos Silvaa,
Corresponding author
thadeumed@gmail.com

Autor para correspondência.
, Gustavo Baptista de Almeida Farob, Márcia Gabrielle Bonfim Cortesb, Vitória Regina Pedreira de Almeida Regoc
a Ambulatório Docente Assistencial, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, BA, Brasil
b Ambulatório de Dermatologia, Hospital Universitário Professor Edgard Santos, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil
c Serviço de Dermatologia, Hospital Universitário Professor Edgar Santos, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil
Article information
Abstract
Full Text
Bibliography
Download PDF
Statistics
Figures (5)
Show moreShow less
Resumo

O hormônio tireoidiano exerce ação sobre a pele. Portadores de hipotireoidismo apresentam alterações cutâneas como pele seca, descamativa e áspera. O aumento do caroteno na derme confere uma tonalidade amarelada à pele do paciente com hipotireoidismo. Ocorre aumento do tempo do ciclo capilar (fase anágena) e do crescimento ungueal e uma redução da secreção da glândula écrina. Descreve‐se aqui um caso de hipotireoidismo primário com alterações ungueais associados a alterações cutâneas exuberantes e excelente resposta ao uso de levotiroxina sódica. Receptores do hormônio tiroidiano já foram encontrados em queratinócitos, fibroblastos, folículo piloso e glândula sebácea. Genes responsivos aos hormônios tireoidianos, bem como elementos do eixo hipotálamo‐hipófise‐tireoide foram identificados na pele. Este relato destaca a importância das manifestações cutâneas como marcadores de tireoidopatias.

Palavras‐chave:
Doenças da glândula tireoide
Glândula tireoide
Hipotireoidismo
Hormônios tireóideos
Tiroxina
Full Text
Introdução

O hormônio tireoidiano exerce ação direta sobre a pele.1 Portadores de hipotireoidismo frequentemente apresentam alterações cutâneas como pele seca, descamativa e áspera, que pode ficar amarelada devido ao acúmulo de caroteno. Cabelos secos e quebradiços, rarefação capilar, fragilidade ungueal, madarose e edema facial são comuns. Também ocorre edema de membros inferiores ou generalizado, dificuldade de cicatrização e ulcerações.2–4

Relato do caso

Paciente do sexo masculino, 58 anos, com distrofia ungueal em todos os quirodáctilos (fig. 1) e primeiro pododáctilo (figs. 2 e 3), bilateralmente, havia dois anos. Apresentava hipocromia de mucosas, edema periorbitário (fig. 4), mais exuberante à direita, pele xerótica, de tonalidade amarelada e frágil, fissuras nas palmas e plantas, astenia e tontura com relato de quedas. Exames: Hb = 10,7 g/dL, TSH > 50 μU/mL, T4L = 0,65 ng/dL (0,54‐1,48 ng/dL), T3 < 0,25 ng/dL, foi diagnosticado hipotireoidismo primário e iniciada terapêutica com levotiroxina. Houve melhoria importante dos sintomas e alterações cutâneas no primeiro mês de tratamento (fig. 5).

Figura 1.

Unhas distróficas nos quirodáctilos.

(0.06MB).
Figura 2.

Unhas distróficas no pododáctilos e edema maleolar.

(0.1MB).
Figura 3.

Destruição e pigmentação ungueal no hálux.

(0.12MB).
Figura 4.

Fácies mixedematosa, palidez e edema periorbital.

(0.15MB).
Figura 5.

Melhora expressiva das lesões ungueais após reposição hormonal por 30 dias.

(0.08MB).
Discussão

As manifestações cutâneas são importantes marcadores externos de tireoidopatias. Receptores do hormônio tiroidiano já foram encontrados em queratinócitos, fibroblastos, folículo piloso e glândula sebácea. Genes responsivos aos hormônios tireoidianos, bem como elementos do eixo hipotálamo‐hipófise‐tireoide, foram identificados na pele. O hipotireoidismo reduz a atividade de enzimas do ciclo sulfato colesterol, gera uma alteração na barreira cutânea, afeta o desenvolvimento dos grânulos lamelares (corpos de Odland),3 além de promover o acúmulo de mucopolissacarídeos e água na derme. O aumento do caroteno na derme confere uma tonalidade amarelada à pele do paciente com hipotireoidismo.5 Ocorre aumento do tempo do ciclo capilar (fase anágena) e do crescimento ungueal e uma redução da secreção da glândula écrina.2–4 O hipotireoidismo deve ser considerado no diagnóstico diferencial na investigação de unhas frágeis ou distróficas e queda de cabelo.4 Para o paciente relatado, foi iniciada terapêutica com levotiroxina sódica, com melhoria importante dos sintomas e das alterações cutâneas já no primeiro mês de tratamento, mostrou‐se a importância do dermatologista no diagnóstico de doenças sistêmicas.

Suporte financeiro

Nenhum.

Contribuição dos autores

Thadeu Santos Silva: Concepção e planejamento do estudo; elaboração e redação do manuscrito; obtenção, análise e interpretação dos dados; revisão crítica do manuscrito.

Gustavo Baptista de Almeida Faro: Elaboração e redação do manuscrito; participação intelectual em conduta propedêutica e/ou terapêutica de casos estudados; revisão crítica da literatura.

Márcia Gabrielle Bonfim Cortes: Análise estatística; concepção e planejamento do estudo; obtenção, análise e interpretação dos dados; participação intelectual em conduta propedêutica e/ou terapêutica de casos estudados; revisão crítica do manuscrito.

Vitória Regina Pedreira de Almeida Rego: Análise estatística; aprovação da versão final do manuscrito; elaboração e redação do manuscrito; participação efetiva na orientação da pesquisa; revisão crítica da literatura.

Conflitos de interesse

Nenhum.

Referências
[1]
J.D. Safer.
Thyroid hormone action on skin.
Dermato Endocrinology., 3 (2011), pp. 211-215
[2]
N. Billoni, B. Buan, B. Gautier, O. Gaillard, Y.F. Mahé, B.A. Bernard.
Thyroid hormone receptor beta1 is expressed in the human hair follicle.
Br J Dermatol., 142 (2000), pp. 645-652
[3]
F. Cianfarani, E. Baldini, A. Cavalli, E. Marchioni, L. Lembo, M. Teson, et al.
TSH receptor and thyroid‐specific gene expression in human skin.
J Invest Dermatol., 130 (2010), pp. 93-101
[4]
R. Fernando, Y. Lu, S.J. Atkins, T. Mester, K. Branham, T.J. Smith.
Expression of thyrotropin receptor, thyroglobulin, sodium‐iodide symporter, and thyroperoxidase by fibrocytes depends on AIRE.
J Clin Endocrinol Metab., 99 (2014), pp. e1236-e1244
[5]
T. Taguchi.
Brittle Nails and Hair Loss in Hypothyroidism.
N Engl J Med., 379 (2018), pp. 1363

Como citar este artigo: Silva TS, Faro GBA, Cortes MGB, Rego VRPA. Primary hypothyroidism with exuberant dermatological manifestations. An Bras Dermatol. 2020;95:721–3.

Trabalho realizado na Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Copyright © 2020. Sociedade Brasileira de Dermatologia
Idiomas
Anais Brasileiros de Dermatologia

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.