Journal Information
Vol. 95. Issue 2.
Pages 250-251 (01 March 2020)
Visits
...
Vol. 95. Issue 2.
Pages 250-251 (01 March 2020)
Qual o seu diagnóstico?
Open Access
Caso para diagnóstico. Pápulas eritematosas e pruriginosas em antebraços
Visits
...
Aline Palitot Santana
Corresponding author
alinepalitot@hotmail.com

Autor para correspondência.
, Alberto Eduardo Cox Cardoso, Rafaela Tenório Passos, Íris Sampaio Costa Ferreira
Ambulatório de Dermatologia, Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, AL, Brasil
Article information
Abstract
Full Text
Bibliography
Download PDF
Statistics
Figures (3)
Show moreShow less
Resumo

A gamasoidose é uma infestação por ácaros pouco conhecida e subdiagnosticada. Caracteriza‐se pela presença de pápulas eritematosas e achatadas bastante pruriginosas, pode acometer qualquer região do corpo, com preferência por áreas de dobras. Esse artigo relata um caso da doença causada por ácaros da espécie Dermanyssus gallinae. Cada vez mais, os agentes causadores dessa enfermidade são encontrados em ambientes urbanos, o que aumenta a incidência de pessoas acometidas pela doença. Essa dermatose tem quadro clínico autolimitado e o tratamento é feito com uso de corticoides tópicos e anti‐histamínicos orais.

Palavras‐chave:
Ectoparasitoses
Infestações por ácaros
Prurigo
Full Text
Relato do caso

Paciente do sexo masculino, 77 anos, procurou atendimento dermatológico devido a lesões no corpo extremamente pruriginosas que iniciaram havia aproximadamente 15 dias. Negava comorbidades. Ao exame dermatológico apresentava lesões eritemato‐papulosas no corpo, principalmente em membros superiores (fig. 1). Foi prescrito anti‐histamínico por via oral, propionato de clobetasol tópico e emoliente. O paciente referiu ter encontrado “pixilingas” em seu quarto e, depois de alertado, procurou e achou os ácaros em um ninho de pássaros dentro da caixa do ar‐condicionado. Após uso das medicações prescritas, o paciente evoluiu com melhoria do quadro clínico (fig. 2) e na consulta posterior trouxe alguns exemplares dos ácaros encontrados no seu quarto, identificados como sendo da espécie Dermanyssus gallinae (fig. 3).

Figura 1.

Pápulas eritematosas com prurido e escoriação em braço (A) e antebraço direito (B).

(0.04MB).
Figura 2.

Remissão das lesões em braço (A) e antebraço direito (B).

(0.05MB).
Figura 3.

(A) Dermatoscopia do ácaro. (B) Identificação de ácaros da espécie Dermanyssus gallinae através de microscopia óptica.

(0.05MB).
Discussão

Gamasoidose ou dermatite por ácaros viários é uma infestação pouco conhecida e subdiagnosticada que tem se tornado cada vez mais comum, principalmente no meio urbano, com a proliferação de pombos nas cidades a partir de ninhos construídos em telhados, janelas e caixas de ar‐condicionado, existem até casos nosocomiais.1,2

É causada principalmente pelos ácaros da espécie Dermanyssus gallinae, porém outras espécies podem estar envolvidas, como Ornithonyssus sylviarum, Ornithonyssus bursa e Dermanyssus avium.1,2 São conhecidos popularmente como “bicho de galinha”, “quiquito” e “pixilinga”.3 Esses artrópodes, que medem cerca de 1mm de diâmetro, são ectoparasitas hematófagos temporários de aves domésticas e selvagens, infestam principalmente galinhas, perus, pombos e pássaros, porém também podem se alimentar de outras espécies, inclusive a humana, são encontrados nos hospedeiros apenas quando se alimentam à noite. O restante de seu ciclo biológico é feito fora do hospedeiro, colonizam ninhos, frestas e ranhuras, que se tornam seu esconderijo. As aves infectadas, além de lesões cutâneas, podem apresentar quadros neurológicos graves. Porém em humanos os sintomas são exclusivamente cutâneos.2

As lesões costumam assemelhar‐se com as de escabiose e pediculose. Comumente são pápulas eritematosas achatadas bastante pruriginosas, podem acometer qualquer região do corpo.2,4 Não foram descritos critérios dermatoscópicos para a doença, porém o dermatoscópio pode auxiliar a excluir o diagnóstico de delírio de parasitose.1

A dermatite causada por artrópodes parasitas de aves muitas vezes é esquecida e até mesmo negligenciada, mas deve ser sempre lembrada em casos de prurigo agudo.3 O quadro é autolimitado e geralmente regride espontaneamente, pode ser feito tratamento sintomático com corticoides tópicos e anti‐histamínicos. A prevenção de novos casos se faz com vigilância rigorosa, com retirada dos ninhos de aves que contenham ácaros e com limpeza e desinfestação da área acometida com acaricida.2,5,6

Suporte financeiro

Nenhum.

Contribuição dos autores

Aline Palitot Santana: Concepção e planejamento do estudo; elaboração e redação do manuscrito; revisão crítica do manuscrito.

Alberto Eduardo Cox Cardoso: Aprovação da versão final do manuscrito; revisão crítica da literatura.

Rafaela Tenório Passos: Elaboração e redação do manuscrito; revisão crítica do manuscrito.

Íris Sampaio Costa Ferreira: Aprovação da versão final do manuscrito; revisão crítica do manuscrito.

Conflitos de interesse

Nenhum.

Referências
[1]
C.G. Wambier, S.P. Wambier.
Gamasoidosis illustrated‐From nest to dermoscopy.
An Bras Dermatol., 87 (2012), pp. 926-927
[2]
C.M.P. Suzuki, H.O. Stolf, R.M.P. Camargo, V. Haddad Jr..
Gamasoidose ou dermatite por ácaros aviários: relato de caso.
Diagn Tratamento., 19 (2014), pp. 74-76
[3]
H.O. Stolf, R.D. Reis, A.C.C. Espósito, V. Haddad Jr..
Acute prurigo simplex in humans caused by pigeon lices.
An Bras Dermatol., 93 (2018), pp. 285-287
[4]
D.M.C. Pereira.
Dermanyssus gallinae em galinhas poedeiras em bateria: carga parasitária.
acção vectorial e ensaio de campo de um biopesticida, Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Técnica de Lisboa, (2011),
[5]
A.M. Regan, M.L. Metersky, D.E. Craven.
Nosocomial dermatitis and pruritus caused by pigeon mite infestation.
Arch Intern Med., 147 (1987), pp. 2185-2187
[6]
A.P. Bellanger, C. Bories, F. Foulet, S. Bretagne, F. Botterel.
Nosocomial dermatitis caused by Dermanyssus gallinae.
Infect Control Hosp Epidemiol., 29 (2008), pp. 282-283

Como citar este artigo: Santana AP, Cardoso AEC, Passos RT, Ferreira ISC. Case for diagnosis. Erythematous and pruritic papules on forearms. An Bras Dermatol. 2020;95:250–1.

Trabalho realizado no Serviço de Dermatologia, Hospital Universitário Professor Alberto Antunes, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, Alagoas, Brasil.

Idiomas
Anais Brasileiros de Dermatologia

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.